Número total de visualizações de página

domingo, 28 de abril de 2013

Purga no Facebook

O meu feed de notícias no Facebook está permanentemente atafulhado de lixo, mais parecendo latrina pública que espaço informativo, de troca de ideias, de partilha de interesses. Predomina a sabedoria empacotada, sentenciosa, em versão lite, digest, frequentemente em letras garrafais. Escasseiam pensamentos, mesmo pobrezinhos, mesmo enviesados, mesmo disparatados. Rareiam sentimentos pessoais, originais, inevitavelmente esdrúxulos. As piadas, estafadas, agoniam.
(Eu sei: sou um chato, sensaborão, sem sentido de humor.)
Vou fazer uma purga. Se no genocídio apanhar por tabela pessoa que crê ter algo original para dizer, alguma coisa relevante para partilhar, as minhas desculpas antecipadas. No estado em que o feed está, ou vai ou racha. Assim é que não continua.

5 comentários:

Anónimo disse...

Caro senhor, a culpa é sua porque aceitou ou pediu "amizade" a quem não lhe garantia conversa interessante.
Para ter um Facebook que valha a pena é preciso sageza, esperteza, discernimento, estratégia e muito pouca ingenuidade.
Desculpe os conselhos que não foram pedidos. Mas calhou passar por aqui.

João Tomás

Jose Catarino disse...

Reconheço que a culpa é minha. Aliás, defendo que o infortúnio deriva quase sempre do nosso próprio desleixo.
Terei de ser muito mais selectivo, embora suponha que no meu feed surgem não apenas as publicações das pessoas que aceitei como "amigas", mas das amigas das amigas das amigas... E surgem-me como "amigas" pessoas que tenho a certeza de não ter aceitado.
Muito obrigado pelos conselhos.

Jose Catarino disse...

Já está melhor. Os maiores produtores de lixo de ontem foram saneados, o que pode ser injusto. Talvez tenha sido casualidade... Mas verifico que alguns dos lixeiros do feed não estão na minha lista de "amigos", pelo que os não posso excluir.

João Andrade disse...

Caro José Cipriano,

Conquanto todos os seus "posts" anteriores (sem excepção) sejam bem mais valorosos que este que agora se publica, certo é que não foi outro que não este que mais paixões suscitou. É que foi ele o agraciado com o maior número de comentários desde há uns tempos a esta parte. Ah, milagroso "facebook", de ti se tanto fala e através de ti também, tu que vais povoando a solidão na alma desta gente!

Um abraço

Jose Catarino disse...

As minhas desculpas pelo atraso na resposta. Estive na aldeia, nas sementeiras e amanhos da terra, lá quase não acedo à internet, regressei exausto, como de costume...
De facto, o Facebook suscita mais reacções do que os temas que, de ordinário, me levam a escrever...
Muito obrigado e um abraço.