Número total de visualizações de página

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Da eloquência


"(...)
-- Você sabe falar -- comentou.
-- Nasceu comigo.
-- Daria um péssimo escritor -- prosseguiu. -- Nunca conheci um escritor que fosse um bom orador.
--- É esse o meu problema -- repliquei. "

Ray Bradbury, "Rumo a Quilimanjaro", in As Vozes de Marte, colecção Argonauta, Ed. Livros do Brasil, Lisboa

2 comentários:

Reinaldo Amarante disse...

Reconheço que me exprimo com dificuldade (...) em público. Admiro a facilidade com que muita gente, nomeadamente os políticos, esgrimem as suas ideias em directo e de improviso. Prefiro escrever. Com calma. Sem pressão. Às vezes é tudo de uma assentada. Outras,tem de ser tudo muito bem mastigado. Visto, Revisto. Uma vez, outra e mais outra. Não tenho pretensões a escritor (orador muito menos!), mas a tua citação ajudou a compreender-me melhor. Uma nota à parte: ainda bem que tiraste aquela do "blogue familiar". Assim, já não me sinto um intruso e às vezes apetece-me meter-se com o Afonso, o Miguel, o Tex e o babado do Avô deles...

disse...

Pois, somos dois. A citação vem-me à cabeça quando ouço ou leio entrevistas com escritores famosos e fico encantado com a clareza e a profundidade com que se exprimem (por exemplo: Isabel Allende...).
Quanto ao blogue, os teus comentários são sempre bem-vindos.