Número total de visualizações de página

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Da inutilidade dos votos de bom ano


Feliz Ano Novo -- para quem procura ser feliz, os meus desejos são escusados e quiçá incomodativos por obrigarem a dar atenção a telemóvel ou computador, desviando-a do que conta: as pessoas; para quem finge deleitar-se com a infelicidade, podem até ser ofensivos. 
Que cada qual viva 2013 o melhor que puder, se tal for de seu agrado; que embeleze a desgraça, aureolando-a de sombras românticas, se é assim que quer viver.  

Sem comentários: