Número total de visualizações de página

sábado, 15 de dezembro de 2012

O fim do mundo está próximo

Com base em laboriosa investigação dos textos sagrados do Apocalipse, minucioso estudo das tabuinhas sumérias e tijolos babilónios (ou terá sido ao contrário?), das garatujas egípcias e dos textos  dos Maias, traduzidos por Eça de Queirós, e tendo procedido a aprofundados cálculos matemáticos, rigorosos como os do ministro das finanças, pude determinar que se aproxima o fim do Mundo. Alguns sinais recentes, como a cratera de impacto da foto, surgida do dia para a noite no meu quintal, as projecções do BCE e do Banco de Portugal, a aproximação de pragas de gafanhotos, e as notícias da RTP não deixam margem para dúvidas. 

2 comentários:

João Andrade disse...

Caro amigo,

O Apocalipse é, para alguns, todos os dias. É que todos os dias alguém se defunta. E desse alguém resultam familiares carpindo. Por meu turno, assim que me finar, prefiro me deixem descansar sem inquietações. Repulsa-me a choradeira. Quando me finar, purgar-me-ão(ei) por longo tempo. Se esse primo muito afastado de cratera que vejo na foto for o responsável pelo fim do Mundo e se, ao mesmo, conforme suspeito, pertença a alguma das suas courelas, saiba de antemão que purgará comigo, algures, numa qualquer nuvem. Ninguém o mandou ser proprietário de terras onde habita o Diabo.

Abraço

Jose Catarino disse...

É o Diabo que anda à solta, a confirmar as previsões económicas e sociais de Os Maias, as profecias de Camões:
"mostre o mundo sinais de se acabar,
nasçam-lhe monstros, sangue chova
o ar, a mãe ao próprio filho não conheça.
as pessoas pasmadas de ignorantes,
as lágrimas no rosto, a cor perdida,
cuidem que o mundo já se destruiu."