Número total de visualizações de página

domingo, 10 de maio de 2015

Chapa ganha, chapa gasta

Mentia  se dissesse que poupo avaramente o pouco que, por vezes, ganho penosamente com a escrita. Vai tudo para a esturra. Assim voltou a acontecer com este prémio de Manteigas, que, ainda não depositado, já está gasto. E com saldo final negativo: ida à serra para dois, almoço no restaurante Serra d'Alto, em Manteigas, dormida e jantar no Hotel Camelo, em Seia, hoje almoço no Museu do Pão, longos passeios pela serra, por algumas das aldeias históricas, regresso, portagens... 
Se ganhasse com  a escrita como o Eça, gastava como ele, em perdizes, champanhe, soirées, jantaradas e afins. Talvez por isso o Destino, sempre avisado, me poupe a esses excessos, embora me vá dando, de tempos a tempos, pequenas ilusões a fazer-me crer que, afinal, escrever tem pequenas compensações...



Sem comentários: