Número total de visualizações de página

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Ajax

Para quem se não recorda desta trágédia de Sófocles, quando Ajax embarca para a guerra de Tróia, o pai recomenda-lhe que se coloque sob a protecção da deusa Atena; o herói, arrogante, recusa: com a ajuda dos deuses, até o mais fraco dos homens triunfa; ora ele haveria de vencer pelo seu próprio mérito...
Assim era no século V a.C., assim é hoje. Ai de quem recusa suplicar favores, de quem não homenageia os deuses e deusas do seu tempo com os rituais e sacrifícios exigidos pelo cânone! A independência paga-se caro. Pagou-a Ajax com a vida. Pagou-a, por exemplo, Cesário Verde com o desprezo de editores, críticos, jornais:
Independente! Só por isso os jornalistas 
Me negam as colunas. 
Receiam que o assinante ingénuo os abandone, 
Se forem publicar tais coisas, tais autores. (...)
A adulação repugna aos sentimentos finos; 
Eu raramente falo aos nossos literatos, 
E apuro-me em lançar originais e exactos, 
Os meus alexandrinos... 
Ai, ai, Ajax...

Sem comentários: