Número total de visualizações de página

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Gaba-te, cesta...

Há anos, desde que me decidi a publicar, que luto para divulgar os meus escritos, imodestamente convencido de que terão algum valor. Com sucesso relativo, embora posts do pintor João Alfaro, mensagens animadoras dos escritores Rentes de Carvalho, Joaquim de Lisboa, José Cavalheiro, do editor Nelson de Matos (entretanto perdida por problema informático) me envaideçam e animem. Na semana passada, foi a vez do escritor Carlos Maduro me presentear com este post, que orgulhosamente reproduzo:
José Cipriano é um amigo que não conheço pessoalmente, mas que descobri aqui na net e de quem sou admirador. Começa pelo nome e acaba no título dos seus livros. Este que aprecio particularmente, Entre Cós e Alpedriz, está na Net e pode ser lido. O Amigo José Cipriano fez o favor de me enviar uma edição impressa e aí a leitura cresce muito mais, mas serve o PDF para abrir o apetite.
     O José é mais um dos finos escritores regionalistas, daqueles que gosto a sério, dominam a pena sem vaidades e pseudo-intelectualidades. Os toiros têm cornos e as vacas tetas. Fica aqui a sugestão duma escrita que não é depósito de agonias existenciais e de prosas poéticas sem nexo.
http://joseciprianocatarino.com/joomla/images/stories/entrecosealpedriz.pdf
 Muito obrigado e um abraço. Um destes dias, encontrar-nos-emos e não faltará assunto de conversa.

Sem comentários: