Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Atónito

Gripe violenta e sequelas subsequentes atordoaram-me de tal forma nos últimos tempos, que hoje, ao ler as notícias que dão maioria ao PS, julguei delirar. Não, não sou eu que deliro, é o país, lá pelos algarves, brasis, repúblicas dominicanas. É o país, cujos infelizes sem direito a ponte fazem greve, indignados com a injustiça de terem de trabalhar enquanto os outros se regalam à chuva na praia -- afinal, com toda a gente de férias, a quem, senão a mim, faz falta o comboio?
Parecia brincadeira de crianças derrotar este PS, que nos conduziu à perda da independência, à bancarrota, num percurso errático e alucinado, sempre destruindo o que jurava defender e não cumprindo nada do prometido. Pois parecia. Mas esquecemos as motivações básicas do povo: pão e circo. Enquanto não faltarem -- e circo como o de Sócrates jamais se viu -- o povo depressa esquece / e tornará a votar PêEsse.

ADENDA: a greve dos maquinistas foi desconvocada. Sugiro atestado médico.

Sem comentários: