Número total de visualizações de página

segunda-feira, 28 de março de 2011

Os amigos

São, diz o povo, para as ocasiões. Os bons amigos, para sempre. Não surpreende que Hugo Chávez exprima pesar pela renúncia do seu bom amigo português. Mas já devia ter percebido que o bom amigo português depressa abandona os seus bons amigos quando caídos em desgraça, como fez com Kadafi (por que razão tem H no nome?). Como sucederá com Chávez.

Sem comentários: